Marcadores:

0 RESENHA SOBRE O FILME “O AMOR PODE DAR CERTO”


RESENHA SOBRE O FILME “O AMOR PODE  DAR   CERTO”

ALAN NASCIMENTO

Quando se tem força de vontade para vencer uma doença como o câncer, tudo se torna possível, até mesmo para alguém que quer viver um grande amor e aproveitar os momentos sublimes que a vida lhe oferece.
Assim, aconteceu na vida de Henry Griffin e Sarah Phoenix, os dois eram portadores do câncer; no inicio quando eles se conheceram na faculdade de psicologia, ambos não tinham conhecimento da doença do outro, fizeram amizades, e com o passar do tempo, Henry foi se apaixonando por Phoenix, no começo ela não dava bola para ele, mais acabou caindo em suas facetas e logo começaram a se relacionar.
O tempo foi passando e a cada dia eles foram se apaixonando mais e mais um pelo outro, até que um dia, enquanto Griffin estava no banho, Sarah encontrou um livro sobre como lidar com a morte, e ela ficou super chocada, pois havia imaginado que Henry teria descoberto sua doença, porém, ele comprara o livro para si, para tentar encarar melhor o sofrimento de sua enfermidade. Com grande raiva e tristeza, Phoenix discute com seu namorado, e sai desesperada pelas ruas, logo ele vai atrás, pois fica sem entender tal reação de sua namorada, é neste momento que os mesmo tomam ciência da doença do outro.
A partir deste ponto, os dois começam a viver mais intensamente a vida, buscam realizar todos seus sonhos e desejos, passam a fazer coisas incríveis e loucuras engraçadas. Eles fizeram uma promessa de quando um ou outro estivessem no hospital à beira da morte, não poderiam mais se ver. Sarah temia não chegar até o Natal.
Passado alguns meses, Sarah ficara mais fraca tendo que ser hospitalizada, o que foi quebrado quando Phoenix foi para o hospital. Griffin a mandou sair por um momento do hospital, com os olhos fechados. Quando ela abre, se vê em frente há uma árvore de natal, e percebe que conseguiu viver até ele.      
Um filme que se devem assistir várias vezes por ser uma grande lição e experiência de vida, pela linda história de romance, e pela superação do drama, que no caso deste filme, é uma doença, mas que em nossas vidas podem ser várias outras coisas. Que estão perto de morrer, mais não devemos deixar de buscar viver até o último momento de nossas vidas. 

0 comentários:

Postar um comentário